imagem

Constantemente os pesquisadores tentam a qualquer custo provar que os jogos, são responsáveis pelo aumento da violência entre crianças e adolescentes. Mas esse mês na revista super interessante, um artigo fala o contrário.

O texto é de autoria de Christopher J. Ferguson (página 38 da edição de Junho), o doutor em psicologia explica que as pesquisas realizadas até então não condizem com a realidade:

“Nas últimas décadas, a popularidade dos games disparou em países como EUA e Japão. Já as taxas de violência juvenil caíram. Precisamos nos concentrar em outros fatores se quisermos acabar com a violência entre jovens, como a violência familiar e pobreza. Esses, sim, são ameaças à sociedade.”