Os ministros da Alemanha aprovaram uma lei que pretende perseguir quem desenvolve e comercializa os jogos violentos no país. A Crytek, que é criadora de Crysis (que já tem duas versões) está na mira.

O governo alemão quer banir os desenvolvedores deste tipo de jogo. Agora os alemães querem que os desenvolvedores jogos obedeçam as normas que foram definidas por 16 ministros, em setembro do ano passado.

imagem

Quem não seguir as regras, vão ser convidados a sair da Alemanha. Até agora a Crytek não comentou sobre a decisão do legislativo alemão.

A Alemanha é um dos países mais rigorosos na classificação de jogos. O país já baniu o Gears of War, Dead Rising, de Xbox 360. De acordo com o portal UOL, a
Sega já desistiu de lançar jogos como House of the Dead: Overkill e Mad World.

imagem

Um dos motivos é que um lesado jovem alemão de 17 anos matou 15 pessoas num colégio no sul do país germânico. E a “culpa” foi de Counter Strike. Para variar, a culpa é do game e não do cara que fez o crime
Fonte: Noreset/Wordpress